Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gulinha.

Peixe, carne, legumes. Entradas, sobremesas, petiscos. Experiências. Dicas. Erros. Um forno temperamental. Mesas para dois ou para dez. Dias bons, muito bons e assim-assim. A minha cozinha tem de tudo. E é o meu sítio mais feliz.

Peixe, carne, legumes. Entradas, sobremesas, petiscos. Experiências. Dicas. Erros. Um forno temperamental. Mesas para dois ou para dez. Dias bons, muito bons e assim-assim. A minha cozinha tem de tudo. E é o meu sítio mais feliz.

Gulinha.

23
Nov17

Vivam os caldinhos caseiros!

Caldo de legumes caseiro

 

Nunca esta casa viu caldos de compra. (Bom, ou se viu não fui eu que os comprei.) Não me passa pela cabeça comprar tal coisa. Em casa dos meus pais nunca se usou e eu, filha linda, decidi ir pelo mesmo caminho. Se é preciso caldo, faz-se caldo. Pronto, é verdade que isso pode exigir algum planeamento extra, ou um tempinho a mais na cozinha. Mas nem uma coisa nem outra são um problema para mim – além de que o sabor e o saber o que estou a comer compensariam sempre qualquer esforço.

 

Ainda para mais, os caldos são muito fáceis de fazer. Se me disserem que compram massa folhada ou quebrada já feita eu juro que entendo. Eu própria faço isso. Aliás, um dia ouvi a Filipa Vacondeus (...) dizer que comprava as massas todas e a partir daí senti paz culinária quanto a essa opção. E também entendo que comprem os caldos, claro! (Embora o trabalho que dá fazer caldo e fazer massa folhada nem se compare...)

 

Uns dos caldos que fiz nas últimas semanas foi este, de legumes. Não tem mesmo nada que saber e dá um sabor bom, mas mesmo b-o-m, àquilo para que o utilizem. (Este foi para um risotto.)

 

Da próxima vez que precisar de um caldinho de legumes, experimente lá fazer este... Pense nisso um dia antes, para ter tempo de comprar as coisas. Mas tente. No final, vai ver que a hora e meia extra de fogão ligado vale a pena!

 

---

 

sep receitas.png

Caldo de legumes caseiro

Ingredientes [para 4 litros de caldo]:

8 litros de água

3 bons talos de aipo

1 talo grande de alho francês

3 a 4 cenouras grandes

1 cebola grande

Sal q.b.

1 raminho pequeno de salsa

1 dente de alho pequeno

 

***

 

Claro que a preparação disto se explica em duas linhas. Leve a água a ferver. Lave e corte os legumes em pedaços. Junte tudo à panela, com um nadinha de sal, e quando levantar fervura baixe o lume e conte hora e meia. Vai ferver sempre em lume brando e sem tampa.

 

No final, basta coar o caldo e usar – ou guardar no frigorífico ou no congelador.

 

Caldo de legumes caseiro

 

sep notas.png

 

Notas:

* O sal é quase simbólico. Tudo vai depender do uso que depois der ao caldo; por isso, pela certa, ponha mesmo pouco. Depois ajusta na outra receita.

 

* O mesmo vale para o alho e para a salsa. Ervas e alho dão sabores muito fortes ao caldo. A ideia é haver um ligeiro aroma e nada mais. O que se quer, aqui, é o gosto dos legumes.

 

* Pode (e deve) guardar os legumes que cozeu. Gaste-os depois numa sopa! (Ainda assim, se guardar o aipo talvez seja boa ideia tirá-lo da sopa antes de a passar. Na maioria das vezes deixa mesmo muito fio.)

2 comentários

Comentar post

Sofia.

Mais Gulinha.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dar sangue. Dar medula. Dar vida.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D